sexta-feira, 27 de abril de 2012

Lourdes nunca teve câncer, mas já passou por diversos casos na família



Lourdes Ferreira é uma senhora de 62 anos. Tem problemas de audição, não passou pelo câncer, mas sua família sim. Primeiro aconteceu com sua mãe, mas na época a doença não possuía tratamento e Lourdes ficou frustrada com isso pois sua mãe não pode sobreviver. Atualmente, seu irmão caçula está passando pelo tratamento de câncer de laringe, e quem cuida dele é sua irmã, Nilde. Seu irmão chegou a um estado muito grave, a ponto de pesar 35kg. Sofreu muito, porém com a ajuda da família e dos médicos está apresentando melhora. 
Lourdes se mostrou muito emocionada com a exposição, pois como já teve vários casos na família relembrou de tudo que já passou, ainda mais no caso da mãe. Comentou que a exposição estava fantástica, e como hoje em dia os tratamentos estão fazendo grande efeito.

quinta-feira, 26 de abril de 2012

Depoimento de Maria Eugênia

Bom dia!
Neste vídeo, Maria Eugênia conta para nós o quanto se sentiu emocionada com a exposição, e conta como lidou com a doença em sua família.

video

quarta-feira, 25 de abril de 2012

Depoimento de Délia, que já passou pela doença


Délia é uma senhora de aproximadamente 60 anos, e conta que já passou pelo câncer de mama. No começo foi muito difícil para ela, pois um dia acordou e viu que havia perdido  50% de seu cabelo.
Nessa hora, bateu o desespero ao perceber a doença, porém foi procurar um tratamento. Durante o tratamento feito no Hospital Pérola Byington, o médico lhe falou ''Só existe você, só você pode se tratar, ninguém vai morrer no seu lugar.'' e isso lhe deu uma grande motivação para continuar na luta por 15 anos e se curar, tanto que hoje em dia já está curada.
Atualmente volta uma vez por mês para o controle, e durante a exposição conta que ficou surpresa, pois acredita que o fotógrafo captou de uma maneira fantástica a expressão das mulheres, além de se identificar muito.
Délia, assim como todas as mulheres da exposição, demonstrou grande força de vontade para superar essa fase, e não se esquecer de que mesmo depois de superada, é preciso fazer os exames de rotina, para saber se está tudo bem. A partir dos 40 anos é preciso fazer a mamografia sem falta, e qualquer outro exame de imagem antes dos 40 para detectar alguma anomalia.

Investimento de R$ 505 milhões em tratamento contra o câncer

Bom dia pessoal!
Ficaram sabendo que o Ministério da Saúde irá investir aproximadamente R$ 505 milhões nas unidades para tratamento contra o câncer do SUS? 


A notícia foi dada na quarta-feira, 18 de abril, pelo ministro Alexandre Padilha, que disse que os investimentos serão divididos entre a infraestrutura e a compra de equipamentos para radioterapia, como  cerca de 80 aceleradores lineares nos próximos cinco anos. Com isso, o acesso ao tratamento crescerá para 28.800 pacientes por ano.


As prioridades são o câncer de mama e de colo de útero, devido à sua incidência em números de casos no país. Porém, para a produção nacional dos aceleradores é necessário a instalação de uma fábrica no país, e isso só está planejado para 2015. No mundo todo há apenas dois grandes fornecedores e alguns outros menores, mas com a criação da fábrica no Brasil, isso inovará a tecnologia em parceria da sustentabilidade, gerando também novos empregos.

Apenas 135 hospitais do SUS são habilitados com serviços de radioterapia, tendo a responsabilidade de 75% dos serviços da área em todo o país. Com as obras, serão ampliadas 48 unidades que já oferecem o serviço, além do fornecimento de mais 32 serviços, para o melhor acesso ao tratamento oncológico, principalmente nas regiões do norte, nordeste e interior do centro-oeste, sudeste e sul.

terça-feira, 24 de abril de 2012

Entrevista - continuação

Boa noite gente!
Aqui está a segunda e a terceira parte da entrevista que Hugo participou. Esta parte mostra o trabalho das voluntárias na Santa Casa, para ajudar as pessoas internadas pelo SUS, mostrando também os riscos da mamografia. Há ainda histórias de quem já passou pela doença e como lidaram com isso, e as fotos da exposição. No segundo vídeo há apenas uma finalização enfatizando a campanha e mostrando outros assuntos como a lei seca.



segunda-feira, 23 de abril de 2012

Entrevista Hugo, um dos autores do projeto, no programa Brasil das Gerais

Bom dia! Como foi o fim de semana?
Hoje iremos mostrar a primeira parte da entrevista que o Hugo participou no programa Brasil das Gerais, um programa da Rede Minas.
O programa também contou com a participação do coordenador estadual do Programa de Controle de Câncer de Mama, Sérgio Bicalho,  onde lançou a campanha para garantir a mamografia a todas as mulheres e iniciar o tratamento com resultados positivos em menos de 30 dias.
Esperamos que gostem do vídeo, e amanhã estará aqui a segunda parte!


sexta-feira, 20 de abril de 2012

Depoimento

Boa noite! Como estão?
Hoje vocês vão ver o depoimento do Cassio, que tem 19 anos e é ator. Ele é monitor da exposição de Peito Aberto no Metrô Clínicas, e conta para gente qual sua opinião sobre a exposição.

quinta-feira, 19 de abril de 2012

Lição de vida no metrô



A exposição feita no Metrô Clínicas conta com fotos e histórias de tanto mulheres quanto homens que conseguiram superar a doença, mostrando também para o público que é possível vencer, que a doença não é um monstro.


O blog irá mostrar a partir de hoje vários depoimentos, fotos e vídeos, das pessoas entrevistadas na exposição durante o dia 17/04. Foram entrevistadas por volta de 18 pessoas, e muitos mostraram que estavam comovidos com as histórias. Uns se disseram até impotentes de não poder ajudar as pessoas com essas doenças. E todos levaram consigo o ensinamento de que é preciso muito afeto, força e ajuda de familiares e amigos para atingir a superação.


Uma dessas pessoas foi um senhor de 70 anos que preferiu não se identificar. Este senhor estava com um problema desde 2008, achou que era uma coisa e quando foi ao médico diagnosticar era outra: o câncer de intestino. Quando diagnosticou, tentou se manter o mais calmo possível, não queria ir ao médico para gastar dinheiro e resolver fazer a cirurgia pelo SUS. Porém, devido ao tumor, seu intestino parou de funcionar. Após esse problema, tentou fazer exames e iria fazer a cirurgia, mas o intestino não estava preparado.



quarta-feira, 18 de abril de 2012

Campanha De Peito Aberto nos metrôs de São Paulo



Campanha de Mobilização e Conscientização De Peito Aberto

Em 2012, o Projeto De Peito Aberto serve de base para uma grande campanha de mobilização e 
conscientização sobre o câncer de mama, criada pela Fundo Infinito Comunicação e Responsabilidade 

Social e o Instituto Mimboé de Arquitetura e Construção Humana. Esta Campanha está sendo 

patrocinada pela Fundação Susan G. Komen for the Cure — instituição que há décadas trabalha pela 

conscientização e pela cura do câncer de mama em todo o mundo — em conjunto com a Fundação Caterpillar.





terça-feira, 17 de abril de 2012

Exposição Fotográfica De Peito Aberto


CHEGA AO METRÔ DE SÃO PAULO A CAMPANHA DE MOBILIZAÇÃO E CONSCIENTIZAÇÃO




DE PEITO ABERTO TRAZENDO A EXPOSIÇÃO QUE MOSTRA A 

LUTA DE TANTAS MULHERES CONTRA O CÂNCER DE MAMA





Após uma jornada de sucesso culminando com a exposição na sede da ONU, na abertura da Assembléia Geral das Nações Unidas, em setembro de 2011, em Nova York, chega ao Metrô de São Paulo, nos meses de Abril, Maio e Junho de 2012, a Exposição Fotográfica De Peito Aberto. Esta ação é parte da Campanha De Peito Aberto que acontece com o patrocínio da Fundação Susan G. Komen for the Cure.




A ideia do Projeto De Peito Aberto surgiu após a jornalista e escritora Vera Golik e o fotógrafo e sociólogo Hugo Lenzi vivenciarem vários casos de câncer em suas próprias famílias. “Em 2000, na mesma semana, soubemos que minha irmã Andrea e meu irmão Peter estavam com câncer. Minha mãe, Dagmar, também recebeu o diagnóstico de câncer alguns meses depois”, conta Vera.